Trabalhar com equipamentos de inteligência embarcada que permitam criar soluções personalizadas aos seus clientes, podem gerar muitas vantagens para as empresas integradoras independente do segmento de frotas que atuam. Porém, para tirar o máximo proveito da telemetria embarcada, é preciso entender como ela funciona e garantir o bom uso de todas as suas funcionalidades.

A seguir, vamos apresentar as melhores práticas para embarcar telemetria em hardwares programáveis. Acompanhe e confira!

1. O que é a inteligência embarcada?

A inteligência embarcada são as regras de negócio do seu cliente, embarcadas em um equipamento por meio de uma programação.

Ela permite que o equipamento realize determinadas ações previamente estabelecidas sem a intervenção humana pontual ou dependam de um sinal GPRS. Desse modo, é possível acompanhar toda a evolução da comunicação para atender às demandas do mercado, que torna-se cada vez mais exigente.

2. Como embarcar telemetria na solução do seu cliente?

Antes mesmo de começar é importante entender a necessidade do seu cliente. Como é o negócio dele? Quais são as dores dele? Quais os objetivos? Quais dados ele quer analisar? Qual equipamento atende as necessidades do seu cliente?

3. Quais as informações importantes para a tomada de decisão do seu cliente?

Todas as informações são essenciais e te ajudarão a definir as regras de negócio do cliente para poder iniciar um trabalho com inteligência embarcada. Depois de entender e traçar solução de telemetria para o seu cliente, chegou a hora de embarcar todas as informações em um equipamento que irá extrair e tratar todos esses dados, transformando-os em informações.

4. Como usar a inteligência embarcada para gerar informação útil?

Quem é do mercado de Telemetria sabe que entender de Inteligência Embarcada é uma parte muito importante para fazer Telemetria Avançada. Por meio dela você pode captar dados que se transformarão em informações que auxiliam o seu cliente na tomada de decisão. Mas como?

O ideal é buscar por soluções customizáveis que possam ser programadas para atender às necessidades, a princípio pode parecer mais complexo, porém, em um mundo em constante transformação, é a melhor maneira de atender as demandas sem necessidade de troca de equipamentos a cada ano.

Os sistemas bem gerenciados e a conectividade são o futuro e, por meio deles, é possível ter um controle total, alcançando o máximo de eficiência dentro da cadeia logística. Também é possível otimizar rotas, fazer alterações em tempo real, identificar entregas efetuadas e acompanhar atrasos ou falhas no processo de entrega, identificar motoristas e realizar ações corretivas ou premiações. Ou seja, trata-se de um recurso riquíssimo de informações que auxiliam na tomada de decisões estratégicas e preditivas.

5. Inteligência embarcada em hardwares programáveis

A Newtec oferece os principais hardwares disponíveis no mercado para logística, controle da operação e telemetria. Os produtos utilizam tecnologia de ponta, com o melhor em componentes e recursos de programação eficiente. A partir do seu conhecimento em programação de equipamentos embarcados, o uso do hardware programável permitiu a expansão para entregar soluções mais completas que supram a demanda do seu cliente.

Os hardwares permitem que você expanda a capacidade de integração e de entre de soluções específicas, atendendo a requisitos que antes, não eram possíveis. Com eles é possível desenvolver soluções avançadas e que agregam valor aos produtos da sua empresa, oferecendo ao cliente informações relevantes de forma clara e compreensível.

Conheça as variadas possibilidades de telemetria embarcada nos hardwares programáveis da Newtec e integradas pelos dealers, garantindo a gestão eficiente da frota e melhorando a economia e otimização de todos os recursos envolvidos.

Gostou deste artigo e quer receber mais informações? Inscreva-se em nosso webinar: Tudo sobre Inteligência Embarcada! Será no dia 15 de agosto às 20 horas.