O agronegócio é um dos setores que mais crescem no Brasil. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a previsão anterior do Produto Interno Bruto (PIB) era de crescimento de 0,5% em 2019. Com a nova projeção, na marca de um crescimento de 1,4% do setor agropecuário, em 2020 esse avanço pode ultrapassar a marca de 3,2%, conforme o prognóstico de safra.

Com os percentuais de desenvolvimento acima do esperado para o conjunto da economia, em 2020 o aumento PIB nacional pode ficar em 2,3%, sendo o agronegócio responsável por um quinto dessa projeção.

No entanto, mesmo com esse grande potencial de crescimento, os produtores rurais esbarram em algumas barreiras que prejudicam a sua produtividade e contribuem para o aumento dos custos. A tecnologia é uma grande aliada nesse processo, ajudando a evitar perdas, reduzindo custos relevados e aumentando a produtividade no campo. Acompanhe para saber mais. 

Controle de Produtividade

Uma produção mais ágil e efetiva exige certo controle eficiente que otimize a mão de obra humana e a utilização das máquinas forma inteligente. Através deste domínio é possível fazer todo o gerencimento detalhado da plantação, permitindo trabalhar com estimativas reais e precisas.

As ferramentas e índices de gerenciamento provenientes das máquinas como mapas de produtividade, monitor de colheira, entre outros, ajuda o produtor ou gestor um raio X da lavoura, ajudando na tomada de decisão para melhorar o desempenho das operações, consequentemente, aumentando a produtividade.

Controle de perdas

As falhas produtivas e a má qualidade dos produtos podem afetar diretamente no processo logístico, podendo ocorrer perdas, retrabalhos, excessos ou até falta de mercadorias.

Quando o produtor tem conhecimento e controle de todo o seu campo de produção, pode definir com precisão a capacidade para aplicação de insumos e correção dos possíveis imprevistos que podem gerar problemas na colheita, reduzindo as chances de falta de matéria-prima ou outros insumos.

Controle de custos

Um controle efeito do campo, da capacidade de produção e de sua qualidade é determinante para evitar os gastos com imprevistos e desperdícios. Um mapeamento correto, garante a entrega de insumos necessários para produzir a quantidade de produto definida em dado período e assegura a qualidade do que será entregue para o cliente, certificando-se da sua satisfação. Portanto, com processos bem definidos e mensurados não há o gasto excessivo com custos que fogem da margem de segurança.

Telemetria de decisão na prática

Para termos todas as informações citadas acima, definidas e mensuradas, precisamos captá-las através de hardwares programáveis que possibilitam embarcar uma inteligência que se adapta de acordo com o objetivo do projeto.

As informações que são coletadas no campo em tempo real precisam do software para serem analisadas e visualizadas. Por meio dele, o produtor acessa as informações sobre o equipamento, permitindo ao produtor dados para analisar e tomar decisões de gestão. Os mapas e gráficos devem demonstrar as informações claras e rápidas como:

  • Umidade relativa do ar e temperatura em postos específicos do talhão;
  • Horário de aplicação dos produtos;
  • Volume aplicado e falhas na pulverização em comparação com o que foi planejado;
  • Trajeto e tempo das colhedeiras;
  • Entre outros.

A telemetria é uma ferramenta que veio para melhorar a produtividade e tornar o agronegócio mais rentável.

Quer saber mais em como utilizar os hardwares programáveis na solução para o agronegócio? Entre em contato com o nosso comercial em: comercial@newtec.net.br.